Visto Nova Zelandia

Brasileiros precisam de visto para visitar a Nova Zelândia?

Visto para a Nova Zelândia

Nova Zelândia passa a exigir visto de Brasileiros

Brasileiros precisam de visto para a Nova Zelândia a turismo? Essa é uma das perguntas mais corriqueiras aqui no blog. E provavelmente uma das primeiras perguntas de quem pretende visitar a Nova Zelândia.

Desde o dia 1º de outubro de 2019 as regras da imigração neozelandesa mudaram. E com elas, a maioria dos viajantes que forem à Nova Zelândia a turismo precisarão solicitar uma NZeTA (Autorização Eletrônica de Viagem da Nova Zelândia) para ingressar no país. Inclusive Brasileiros.

A nova regra do Immigration New Zealand permitirá que os viajantes de 60 países que até então gozavam do Visa Waiver Program, continuem a visitar o país sem a exigência de um visto formal como acontece para nós brasileiros quando vamos visitar os EUA e China por exemplo. No caso da Nova Zelândia, tudo será feito através da Internet e sem a necessidade de uma entrevista em consulado ou embaixada.

Os cidadãos brasileiros continuarão podendo permanecer no país por um período de até 90 dias, mas o NZeTA não será exigido para portadores de passaporte australiano e residentes permanentes de algumas nações das ilhas do Pacífico.  Passageiros de navios de cruzeiro de todos os países terão que solicitar um NZeTA.

Veja aqui uma lista dos 60 países com isenção de vistos e que a partir de 1º de outubro de 2019 precisarão do NZeTA para ingressar no país. Além do Brasil estão incluindos nessa lista países como os Estados Unidos, o Canadá e todos os países membros da União Europeia.

O NZeTA será válido para várias visitas em um período máximo de dois anos.

A partir de meados de julho de 2019, a solicitação de um NZeTA para viagens a partir de 1º de outubro poderá ser feita on-line em www.immigration.govt.nz/nzeta ou pelo aplicativo móvel do Immigration New Zealand.

Fazendo o pedido do NZeTA on-line, o custo será de NZD 12  (aprox. 31 BRL) por pessoa, reduzindo para NZD 9 (aprox. 23 BRL) usando o aplicativo.

Além da taxa do NZeTA, uma taxa adicional de NZD 35 (aproximadamente 90 BRL) por pessoa chamada de IVL será cobrada. O  IVL (International Visitor Conservation and Tourism Levy)  passou a ser cobrado em 1 de Julho de 2019 sob o pretexto de melhorar a infraestrutura turística e investir em programas de conservação da natureza.

Estima-se que o IVL (Taxa Internacional de Conservação e Turismo) arrecadará cerca de  450 milhões NZD nos primeiros cinco anos.  Os benefícios previstos do esquema NZeTA por sua vez, são a melhora da segurança das fronteiras e o tempo de processamento reduzido para os viajantes que entram no país.

Lembrando que a partir de 1 de Outubro de 2019 quem não tiver o NZeTA, provavelmente nem consiga embarcar para a Nova Zelândia. Lembrando que o NZeTA deve ser solicitado pelo menos 72 horas antes do início da viagem, e também será necessário para os passageiros em trânsito pelos aeroportos da Nova Zelândia, mesmo que a NZ não seja seu destino final.

Toda vez que você reserva algo por algum link aqui do blog, recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter.

Sempre atualizado e com novas dicas de viagem. Obrigado!!

 

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Todos os campos são requeridos.