Plantações de Chá Longjing nos arredores de Hangzhou

Visitando as plantações Longjing Tea nos arredores de Hangzhou

Considerada uma das mais famosas e apreciadas regiões produtoras de Chá da China. Lóngjîng é uma região que produz um tipo chá-verde especial muito valorizado na China e ao redor do mundo. Durante minha visita à Hángzhōu na província de Zhèjiāng, um dos programas mais interessantes que fiz por lá, foi conhecer Méijiāwù Lóngjîng Cún (杭州梅家坞村村). Um encantador vilarejo tipicamente chinês em meio a um vale cercado por enormes plantações de chá, cujas encostas produzem, desde a dinastia Qing, um dos melhores Longjing Tea do mundo.

Os vilarejos e plantações de Chá em Lóngjîng estão localizados nos arredores de Hángzhōu, e são uma viagem inesquecível através da cultura do Chá na China. Além do interessantíssimo aspecto cultural de produção, preparação e consumo do Chá. Caminhar em meio as plantações de Camellia sinensis, espécie de planta utilizada para a produção deste tipo de chá-verde, é um verdadeiro colírio para os olhos.

Imprevistos acontecem! Garanta seu seguro de viagem aqui!
Utilize o link promocional: CLIQUE AQUI para receber desconto em sua compra.

Lóngjǐng (龙井) cuja tradução literal significa “Dragon’s Well” ou “Poço do Dragão”, é o nome aplicado a esta região ao sudoeste da cidade de Hangzhou e seus respectivos produtos produzidos. Mais notavelmente, o nome se refere ao próprio “Poço do Dragão”, uma fonte d’água localizado perto da vila de de Méijiāwù no distrito de Xihu. Um local repleto de lendas e histórias que remontam ao tempo da dinastia Qing na China.

A região de Lóngjǐng consiste em várias aldeias, plantações, casas de chá, parques e alguns templos. O Vilarejo de Méijiāwù Cún em especial, pode ser definido como o destino quintessencial do Chá Lóngjîng. A área é muito popular entre os chineses que vão até o local para colher, beber e comprar chá. Para entrar no clima deste post, veja esse videozinho que fiz com algumas imagens com a paisagem da região que gravei durante a minha passagem pelo local.

Lindo não é mesmo?! Visitei a região no finalzinho do inverno e início da primavera, quando a colheita do chá ainda estava muito incipiente, mas quando se produz o chá de melhor qualidade da região. Foi muito interessante visitar algumas plantações, o museu nacional do Chá e principalmente conhecer um pouco mais sobre a história e o cultivo desta planta/bebida tão apreciada pelos chineses.

Longjing

Assim como a maioria dos outros chás verdes chineses, as folhas de chá Longjing são assadas logo após a colheita no início do processamento. Desta forma, elevando-se a temperatura interrompe-se processo natural de oxidação, que é parte da criação de outros tipos de chás pretos e oolong. Ao aquecer os brotos das folhas em enormes tachos de cobre, a ações das enzimas oxidantes é imediatamente interrompida.

Como no caso de outros chás verdes (e chás brancos), as folhas de chá Longjing devem ser colhidas e processadas o mais rápido possível para que o produto final tenha uma oxidação mínima.

Quando mergulhado em água quente, o chá produz uma cor amarelo-esverdeada característica. O chá contém vitamina C, aminoácidos e, como a maioria dos chás verdes chineses mais finos, possui uma das maiores concentrações de catequinas e taninos entre os chás.

Longjing: O chá verde imperial chinês.

O Chá Longjing recebeu o status de Gong Cha, ou chá imperial, na dinastia Qing pelo imperador Kangxi. De acordo com a lenda, o neto do Imperador Kangxi, o então príncipe Qianlong, visitou o Lago Oeste de Hangzhou durante uma de suas férias em Hangzhgou. Em determinada ocasião ele foi ao Templo Hu Gong sob a Montanha Shi Feng Shan e foi apresentado com uma xícara de chá Longjing.

Em frente ao Templo Hu Gong haviam 18 arbustos de chá. Qianlong ficou tão impressionado com o chá Longjing produzido aqui que ele conferiu a esses 18 arbustos de chá status especial imperial. Estes arbustos estão vivos até hoje e o chá que produzem é leiloado anualmente por um preço mais alto por grama do que o ouro.

O passeio até Longjing Tea Plantation a partir de Hangzhou é realmente um passeio interessantíssimo para relaxar e desfrutar as exuberantes plantações de chá. As casas de chá, os pavilhões de chá e o restaurante estão maravilhosamente colocados entre bosques de bambu e arbustos de chá. Os trabalhadores todos usam roupas de estilo tradicional e são muito bons em fazer Gongfu Cha. Então, se você tiver chance de visitar Hangzhou, não perca a oportunidade de visitar as plantações de chá nos arredores da cidade.

 

12 Comentários

  1. Posted by Mariana Bueno| 10/07/2017 |Responder

    A China deve ser uma viagem legal demais. Esse passeio parece lindo e interessante, e é bem diferente do que eu imaginaria encontrar no país – o que é ótimo. Obrigada pelas informações!

    • Posted by Oscar Augusto Risch| 10/07/2017 |Responder

      A China é um país fascinante. Eu fiquei especialmente impressionado com Hangzhou e essa região produtora de chá.
      Obrigado pela visita 😀

  2. avatar
    Posted by Laís| 10/07/2017 |Responder

    Sabe que tenho a maior curiosidade em experimentar esse chá, legítimo.. Adorei a história dos 18 arbustos! Será que hoje em dia o chá produzido por eles é melhor? Creio que valha mais só pela denominação imperial e pela raridade.. de qualquer forma a história é muito legal!!

    • Posted by Oscar Augusto Risch| 10/07/2017 |Responder

      Laís

      Eu estou levando um pouco para o Brasil, se conseguir te encontrar em Blumenau tento levar para você experimentar 😀 Não o imperial, claro que esse não tenho $$ para comprar, mas o chá de Longjing.

      Bjs

  3. avatar
    Posted by Analuiza (Espiando Pelo Mundo)| 10/07/2017 |Responder

    Eu tenho certeza que iria adorar este passeio, pois amo chás, qualquer tipo de chá. As paisagens são lindas e ver de perto chá imperiais e ainda conhecer um pouco mais de seu processo ia me deixar encantada! 🙂

    • Posted by Oscar Augusto Risch| 10/07/2017 |Responder

      É mesmo muito legal!! Eu não sou assim super chegado em chás, mas o Longjing é gostoso

  4. Posted by Klécia Cassemiro| 11/07/2017 |Responder

    Que universo diferente é a China, né? Rafa – meu marido – já foi, e teve a chance de ver tudo isso de perto, e eu fico babando nas histórias e nas fotos. O amigo que viajou com ele era um aficionado por chá, e eles visitaram uns lugares bem parecidos com esse. Como ele ficou próximo a Hangzhou, agora fiquei na dúvida… Será que foi por lá que ele visitou as plantações? Vou perguntar, quem sabe! Seria uma baita coincidência – o mundo é mesmo pequeno pra gente, viajante! 🙂

    • Posted by Oscar Augusto Risch| 12/08/2017 |Responder

      A China é mesmo um universo diferente. Quanto mais eu conheço e domino um pouco da lingua mais fascinado eu fico. Se eles ficaram hospedados em Hangzhou as chances deles terem visitado essas plantações são grandes mesmo. Obrigado pela visita

  5. Posted by Fabio Pastorello| 11/07/2017 |Responder

    Oi, Oscar. O post está lindamente escrito, valoriza demais o lugar, que já deve ser cinematográfico. Mas o vídeo foi um complemento perfeito para eu ficar morrendo de vontade de conhecer. Abraços.

  6. Posted by Oscar Augusto Risch| 12/08/2017 |Responder

    Oi Fábio

    Legal que você gostou do post e curtiu o vídeo. Obrigado pela visita

  7. avatar
    Posted by Brenda Rodrigues| 22/08/2017 |Responder

    Oi, Oscar! E qual é a melhor forma de chegar lá?

    • Posted by Oscar Augusto Risch| 25/08/2017 |Responder

      Olá

      Existem ônibus que legam os visitantes até lá. Nos optamos pelo táxi na ida e voltamos de ônibus. Bem tranquilo

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Todos os campos são requeridos.