Museu Rodin em Philadelphia

Museu Rodin em Philadelphia

Talvez você não saiba disso, mas Philadelphia tem o maior acervo de obras de Rodin localizado fora de Paris. Para quem não conhece, Auguste Rodin foi aquele famoso escultor francês, que entre várias outras obras famosas, esculpiu o pensador.

Entrada Museu Rodin de Philadelphia

A história do Museu Rodin em Philadelphia está diretamente ligada ao filantropo e magnata do cinema Jules Mastbaum (1872–1926). Masterbaum foi um milionário residente em Philadelphia que passou parte se sua vida colecionando obras e cópias originais de Auguste Rodin.

Pensador de Rodin em Philadelphia

À partir de 1923, com intuito de para enriquecer a vida cultural de seus concidadãos, resolveu criar um museu para alocar sua coleção particular. Sua coleção começou com a aquisição de estátuas feitas em bronze.

Obra de Rodin em Philly

Porém suas aquisições não pararam por aí. Com o tempo ele acabou comprando também peças em gesso, assim como desenhos, gravuras, cartazes, livros ligados ao escultor. E assim, na época de sua morte, três anos mais tarde em 1926, Mastbaum tinha reunido a maior e mais completa coleção sobre a vida e obra de Rodin fora da França.

Interior Museu Rodin de Philadelphia

Em vida, Mastbaum ainda encomendou a contrução do museu e um jardim para abrigar as obras do artista. Um trabalho que ficou a cargo de Paul Cret e Jacques Greber, dois grandes arquitetos neoclássicos franceses.

Edificio Neoclassico Frances que abriga o Museu Rodin em Philadelphia

Sua proposta para a construção e manutenção do Museu Rodin foi formalmente aceita pela prefeitura da cidade e pelos curadores do Fairmount Park em 12 de maio de 1926. Infelizmente, Mastbaum faleceu repentinamente meses mais tarde em 07 dezembro de 1926, antes mesmo de a construção do museu começar.

Sua viúva, Etta Wedell Mastbaum, fez o sonho de seu marido se tornar realidade através da conclusão do edifício e posterior transferência da coleção para a cidade de  Philadelphia. Tudo isso, com a a condição de o Município assumir a responsabilidade pela sua manutenção em caráter definitivo.

Imprevistos acontecem! Compre seu seguro de viagem aqui!

Nossos leitores recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o link promocional: CLIQUE AQUI.

O Museu Rodin de Philadelphia, abriu então ao público em 29 de Novembro de 1929. E contou com a presença de diversas personalidades e autoridades. Entre elas Paul Claudel, o embaixador da França para os Estados Unidos e irmão de Camille Claudel, a qual fora amante de Rodin.

Desde então, O museu Rodin de Philadelphia abriga 124 esculturas do artista. Entre elas uma das 3 réplicas originais de sua obra prima mais famosa em bronze: The Gates of Hell (A Porta do inferno).A qual ele trabalhou entre 1880 até sua morte em 1917, e é composta por cerca de 180 figuras e que contem miniaturas de obras célebres do escultor como O pensador, O Beijo e as Três sombras.

Falando no O Pensador, uma das esculturas mais famosas do mundo. Ela é que dá as boas vindas ao visitante que chega ao museu pela belíssima Benjamin Franklyn Parkway. Este  Pensador de Philadelphia é uma das outras cerca 20 esculturas moldadas usando-se o molde original espalhadas pelo mundo. A primeira e original está no Museu Rodin em Paris na França.

Entre outras peças relevantes do acervo do museu em Philadelphia encontramos: Os Burgueses de Calais, uma das obras mais famosas do artista que retrata a guerra dos 100 anos entre França e Inglaterra, quando a cidade de Calais foi tomada pelos ingleses. Considerada uma verdadeira obra prima do escultor graças ao seu tributo heróico e importância histórica.

Além de uma série de outras esculturas e bustos, algumas delas retratando importantes personagens franceses, como Victor Hugo, Alphonse Legros e Joana D’arc.

Além disso, encontramos ainda o gesso original de a Eterna Primavera (1884), que Rodin apresentou ao escritor Robert Louis Stevenson em 1885, uma das obras mais bonitas da exposição. E que foi um dos vários trabalhos importantes adicionados posteriormente à coleção.

Como é o caso de o Atleta (1901-1904), um presente póstumo de Samuel Stockton White III, amigo pessoal de Mastbaum ao museu e a coleção de Philadelphia.

Arte em Philadelphia

Então quando visitar Philadelphia, aproveite para conhecer também este museu.

Informações Úteis:

O Museu funciona de Terça à Domingo das 10:00 às 17:00

Fecha as Segundas e Feriados

A entrada é gratuita, porém é sugerido uma contribuição mínima de 10 USD

 

Endereço:

Rodin Museum of Philadelphia

Benjamin Franklin Parkway at 22nd Street

Philadelphia

Toda vez que você reserva algo por algum link aqui do blog, recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter.

Sempre atualizado e com novas dicas de viagem. Obrigado!!

 

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Todos os campos são requeridos.